Um relato sobre o Mestrado na Cásper Líbero em Comunicação e Contemporaneidade

Falar sobre as minhas impressões do mestrado em comunicação e contemporaneidade na Faculdade Cásper Líbero (Cásper) é falar sobre a experiência de universidade/ interdisciplinaridade que a UFRN me permitiu durante o curso de Direito de 2009/2013. Por isso, vou começar a história de um ponto um pouco mais distante, a minha escolha pela UFRN.

Durante o meu período do vestibular queria muito fazer parte da UFRN, principalmente, pelo conceito de universidade e de campus. A ideia de poder conversar livremente com pessoas de outros cursos e participar de eventos interdisciplinares me fascinava e foi justamente ela que me levou a pagar matérias no setor II junto aos cursos de jornalismo e publicidade, bem como a ingressar no Comitê Internacional de Impressa na SOI (2012/2013).

Recordo-me como hoje da professora do nosso curso de Direito Ingrid Zanella falando que com frequências era a única advogada em cursos não jurídicos e que o advogado precisava também ir até as outras áreas.

A partir dessas interações, cada vez mais, tive a certeza que como estudante de direito precisava interagir com outras áreas e tentar entender melhor o respectivo funcionamento de cada uma delas para então contribuir de maneira mais eficiente com a academia. Assim, graças a ajuda de duas grandes amigas de classe conheci o Direito Digital no 2º Congresso Internacional de Direito e Contemporaneidade da UFSM em 2013 o e comecei efetivamente a minha junção entre Direito e Comunicação na vida acadêmica com o meu TCC, orientado pela professora Ana Beatriz Presgrave, sobre o SIGEleição e a ciberdemocracia. Então, feitas as devidas referências e os respectivos agradecimentos, vamos a queridíssima Cásper.

O mestrado da Cásper é dividido em duas linhas de pesquisa “Processos Midiáticos: Tecnologia e Mercado” e “Produtos Midiáticos: Jornalismo e Entretenimento”, ambas voltadas a problematização da Comunicação na Contemporaneidade (área de concentração). O processo seletivo é bastante rápido e consiste em três etapas: prova escrita, pré-projeto e entrevista.

A Cásper possui uma estrutura mais enxuta quando comparado a UFRN, por diversos motivos, dentre eles o fato de ser uma faculdade. No entanto, toda a estrutura é bem organizada e moderna, possuindo sistema de audiovisual em todas as salas do mestrado, uma biblioteca com ótimo espaço para estudo e, inclusive, alguns livros de áreas correlatas como o Direito. Falar de biblioteca é um pouco difícil quando a UFRN possui uma estrutura como a da BCZM. Todavia, a biblioteca da Cásper é realmente boa para o mestrado e possui também um sistema on-line de reserva, consulta e renovação de livros similar ao da BCZM que funciona muito bem.

Fonte: http://casperlibero.edu.br/biblioteca/

Fonte: http://casperlibero.edu.br/biblioteca/

O mestrado possui duas revistas (Líbero e CoMtempo) e diversos grupos de pesquisa sobre os mais diversos temas como “Comunicação, cultura e visualidades” e “Comunicação e política na sociedade do espetáculo”. Os grupos de pesquisa merecem destaque pois permitem um aprofundamento mais intenso do pesquisador nas temáticas específicas mesmo após o término do vínculo do mestrando com a faculdade. Dessa forma, nos grupos é possível interagir de forma muito amigável e produtiva com doutores, mestres, ex-alunos e profissionais da área. Além disso, os grupos realizam periodicamente seminários que estimulam a publicação e apresentação de artigos pelos seus participantes.

Quanto ao acesso, o prédio da faculdade está localizado na avenida paulista, portanto, você estará bem servido de ônibus para os mais diferentes lugares da cidade e ainda próximo a duas estações de metrô da linha verde (Brigadeiro e Trianon MASP).

O grande diferencial da Cásper para mim, no entanto, não foi a estrutura ou a localização, mas sim a área de concentração do mestrado e a dedicação dos professores e de toda a equipe.

Desde a entrevista, a minha intenção de juntar Direito e Comunicação foi super bem recebida e até mesmo apoiada por vários professores. Durante as aulas me surpreendi mais uma vez com a dimensão do Direito e como ele perpassa vários momentos da nossa sociedade. Ainda no primeiro semestre foi com alegria que em discussões sobre sites de rede social digital eu pude contribuir ainda que minimante com referências sobre proteção de dados, neutralidade de rede ou até mesmo efeitos jurídicos sobre o uso de algoritmos, enquanto aprendia mais sobre os processos comunicacionais possíveis nessas plataformas ou sobre a descentralização do polo emissor que a Internet, em especial a Web 2.0, propiciou. Pude ter também uma visão mais crítica e menos idealizada dos meios digitais e começar a problematizar com mais intensidade o fato de a Internet não ser “a solução para todos os problemas de nossa sociedade”.

Creio que essas eram as principais considerações que tinha a fazer sobre o mestrado na Faculdade Cásper Líbero. Ainda tenho mais um semestre pela frente e com certeza muitas coisas podem acontecer, porém a impressão que tenho hoje é realmente positiva e tem me permitido crescer academicamente de uma forma que eu realmente não esperava.

Agradeço a Dejure pelo convite de apresentar minhas impressões sobre o mestrado aqui em SP e desejo realmente que essa experiência possa estimular e incentivar outros alunos de direito a passear pelo campus da UFRN e aproveitar as riquezas que a nossa universidade dispõe. Não deixe nunca de ir estudar e passar horas na BCZM. Uma biblioteca tão bem estruturada e com livros de tantas áreas a uma estante de distância é um privilégio sem tamanho. Conversem com alunos de outros cursos, vão a eventos de outras áreas e façam boas conexões, pois o Direto está na rua, nas redes, na sociedade e na cultura e não pode ser fechado em um único setor de um campus.

Fonte: http://mapio.net/place/10378014/

Biblioteca Central Zila Mamede – UFRN | Fonte: http://mapio.net/place/10378014/

2016-10-26-PHOTO-00000492

Victor Varcelly Medeiros Farias

Advogado formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Mestrando em Comunicação e Contemporaneidade pela Faculdade Cásper Líbero

Leave A Comment

cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  | cheap football shirts  |